• Eduardo Martín Sturla - Florianópolis 2011 - 4X IRONMAN CHAMPION
  • Eduardo Martín Sturla - Florianópolis 2011 - 4X IRONMAN CHAMPION
  • Eduardo Martín Sturla - Florianópolis 2011 - 4X IRONMAN CHAMPION
Novidades/Blog

IM Busselton Report

Monday, 16 de December de 2013

Eduardo Sturla

No primeiro domingo de dezembro, 08, competi em Busselton ( Western Austrália ) meu 36º Ironman, aos 40 anos e terminei em 8 hs 47 min, 11 º geral. Eu fiz uma prova sem correr riscos, como eu não estava na minha melhor forma física e mental, eu queria fazer esforços progressivos, sem me matar e passar aquele “mal momento” na maratona. Minha estratégia foi usar a minha experiência.

A largada foi às 05h30am e apenas para os profissionais , o que não é tão bom para mim, já que não sou um grande nadador. Eu estava com receio de ficar sozinho, mas no final eu encontrei alguém que estava indo no ritmo que eu queria, nadamos e saímos juntos da água . Para a bike, eram 3 voltas de 60km e tinham muitas retornos então eu podia acompanhar de perto a prova. Eu estava tomando o tempo de um atleta que tinha como parâmetro, pois sei que ele é um bom nadador e estava com o primeiro grupo. A verdade é que para fazer uma bike de 04h 20min é preciso estar muito bem preparado e com muita vontade de sofrer. Sem contar que em seguida, você tem que ter gasolina no tanque para correr os 42km que se seguem. Eu não estava para isso, então eu fiz uma bike progressista e conservadora, e fui pegando aqueles que desistiam ou que começaram muito forte. Deixei a T2 em 12 º lugar.

Meu objetivo era um top 10, e não consegui por muito pouco. Eu sabia que meu ritmo de maratona estava em torno de 04:15 por km e, como eu disse, usei minha experiência para isso. Para me manter correndo, comendo bem e não andar em nenhum momento. Fiquei feliz porque eu fiz uma carreira constante, sem problemas, foi progressiva, tive energia para o final e, como eu estava treinado, sinceramente, foi um ótimo resultado.

Quando eu cruzei a linha de chegada disse que era meu último Ironman . Na verdade, eu disse que era meu último Ironman em Floripa esse ano e também disse a mesma coisa em uma prova da distância que eu fiz em junho. Agora eu acho que até posso chegar a fazer outro ironman uma vez que me organize bem e engate nos treinos aqui na Austrália. Será algo que eu vou sentir com o tempo. O que é certo é que o meu corpo está cansado e minha recuperação é mais lenta. Quando eu vou a uma prova e vejo os triatletas novatos ou os que estão há pouco tempo no esporte, loucos para sofrer e dar o seu máximo, sinto que estou em um estágio diferente. Eu sei como dói uma bicicleta 04:20 e uma maratona sub 3 horas logo de um pedal matador. É realmente preciso querer muito fazer isso e além de estar super treinado, é preciso estar com muita, mas muita vontade mesmo!

Sinto que chegou a hora de provar novas disciplinas e como eu tenho uma excelente mountain bike e uma road bike zerada, acredito ser a hora de aproveitar outras coisas e quero tentar os triathlons cross country para 2014. Eu sei que não é fácil, mas certamente não tanto quanto a preparação de um Ironman . É sair de uma preparação para uma prova de 8 horas para uma de 3 horas. Sem mencionar o desafio de aprender a andar em trilhas, por isso estou ansioso para testar a minha FS01 nas montanhas de Victoria.

Sem dúvida, são novos caminhos, eu acho que todo atleta chega a esse momento em que você tem que tomar decisões e realmente escolher. Já conquistei muito no esporte , mas tenho que ser realista, eu sou um cara competitivo e eu não quero competir por nada. Especialmente quando estou correndo provas de Ironman que eu considero ser a minha especialidade. Devemos ser humildes e reconhecer que minha contribuição um dia vai ser diferente, mais fora que dentro das provas. Hoje, já conto com muitos atletas no TEAM STURLA e estou muito feliz de ter um papel de treinador, conselheiro e ajudar os outros a alcançar seus próprios objetivos.

Eu sou muito grato a todas as pessoas que me ajudaram e com o meu país - Argentina. As coisas foram muito difíceis para mim, mas também, sem dúvida, me fizeram mais forte para superar as adversidades . O esporte é e parte inseparável da minha vida e eu vou seguir em frente.

Eu sempre soube que o triathlon me levaria longe, mas não tanto! Haha...
Grandes Saudações de Melbourne , Austrália.

NEVER GIVE UP! Eddie Sturla

Publicado por: Sturla Performance II
0 comentarios
Comentários
Ainda não há comentários. O que você está esperando para ser o primeiro?

Enviar comentário
Os mais visitados
A última mensagem
COBERTURA IRONMAN DE BRASIL EN TRIAMAX.COM
www.pulver.com.ar
Sites de interesse
Twitter de Sturla

Sturla gear powered by:
Sponsors
Sturla Management
Treinamento online e palestras coorporativas.